[NOVIDADE] Vem Aí o Quadro Screencast

Não perca a estréia do quadro #screencast!!!
Screencast é um quadro que vai mostrar em tempo real o processo de criação de uma trilha sonora.
O 1º episódio, será um tema de trilha sonora no estilo aventura.

Com a inauguração do canal Fábrica de Trilhas no Youtube, muitas novidades e quadros estão por vir.

Conteúdo INÉDITO no brasil!!

Fique ligado!! Se inscreva no nosso canal!! E se curtiu, clique em gostei e curta nossa página no facebook e acompanhe as novidades no blog.

Facebook: https://www.facebook.com/fabricadetrilhas

[novidade] Canal do FÁBRICA DE TRILHAS no Youtube

O blog fábrica de trilhas, acaba de inaugurar seu canal no youtube, onde serão publicados videos interessantíssimos e inéditos acerca desse assunto, principalmente no Brasil.

https://www.youtube.com/channel/UC_IivezoQ6TNokThHQdKgbg

O canal publicou um video, com uma pitadinha do que vem por aí, abrindo o quadro #trilhadrops, que será uma série de videos curtos de até 1 minuto com curiosidades e fatos.

Em breve, conteúdos interessantes, screencasts mostrando na prática os diferentes processos de composição, entrevistas, matérias e registros de making of’s de trilhas sonoras nacionais e internacionais, uma parceria com a produtora, Betafilms, uma subsidiária da Betamedia do Brasil.

O piloto do quadro #trilhadrops. Gravação das atmosféras do filme “Hugo, do outro lado da linha”, Filme dirigido por Bernardo Nielsen, jovem diretor mineiro. No vídeo, o compositor e sound designer Noel Fernandes e o músico Bruno Bentes, no estúdio Radiotape em Belo Horizonte.

MUSESCORE: UMA FERRAMENTA DE COMPOSIÇÃO GRATUITA

Softwares de notação musical, são ferramentas importantíssimas para compositores e editoras. Dentre eles destacamos Encore, Finale e o famoso Sibelius, porém estes, pagos.

O mercado de softwares freeware têm uma infinidade de programas e ferramentas na área de produção musical e composição, porém, nada muito profissional, ou de boa qualidade.

O musescore é uma plataforma gratuita, que mescla um poderoso software de notação musical, uma rede social de compositores ao redor do mundo, e uma núvem para armazenamento, e compartilhamento de composições e partituras.

O software possui uma poderosa interface, que conta com todas as ferramentas necessárias para composição e reprodução de partituras. Seu engine de áudio importa “soundfonts” externos, não se limitando apenas ao som MIDI do emulador wavetable do computador, Microsoft GS synth no caso do windows, e além disso, conta com um mixer fácil de mexer e efeito reverb.

musescore
Interface do Musescore

No video realizei diretamente no musescore, uma composição musical. Note a qualidade sonora dos soundfonts.

O Musescore, que já está na sua versão 2.0.2, não suporta nativamente instrumentos virtuais VSTi , como seus concorrêntes Encore, Sibelius e Finale, mas, a equipe desenvolvedora e criadora do Musescore, nos informou que é sim, possível trabalhar com instrumentos virtuais VSTi, utilizando uma ferramenta auxiliar chamada, “JACK Audio Connection”. Mas o simples fato de o Musescore aceitar bibliotecas de samples, no formato “soundfont” já é mais que suficiente para compor com inspiração e com qualidade sonora. Bibliotecas de soundfonts de excelente qualidade, como o Sonatina Symphonic Orchestra, SGM v2, Fluid R3, Arachno Soundfont são facilmente encontradas gratuitamente para download na internet, apesar de alguns bugs que detectamos, o software ainda está em fase de aprimoramento, e ainda sim, se mostra mais estável que concorrêntes renomados além de já vir com a bliblioteca Fluid R3 nativamente.

Musescore também é uma rede social voltada para músicos e compositores. A rede social Musescore é um ponto interessante, pois possibilita a interação entre compositores ao redor do mundo inteiro, para troca de experiências musicais, composições, opiniões e grupos de debates.

Com aproximadamente 200 uploads de partituras diáriamente, e a possibilidade de criar grupos de assuntos específicos, faz do musescore a maior plataforma virtual de compositores e acervo de partituras editáveis do mundo.

musescore
Grupo sobre Solos de Trompete

Para armazenar suas composições em uma conta free na nuvem virtual, você está limitado a 5 uploads apenas, e o preço da nuvem de US$7 por mês ou  US$ 50.00 por ano, lhe concede privilégios ilimitados, de upload e armazenamento na nuvem, mas apenas o software já permite salvar suas composições no computador sem restrições e com toda funcionalidade.

Vale a pena dar uma conferida em http://www.musescore.com e baixar o programa para testar.

O MERCADO DE LOCUÇÃO E HOMESTUDIO

O ramo da locução, tem ganhado cada vez mais profissionais e a competitividade está acirrada.  Locução é um elemento muito importante para a publicidade, pois através dela, uma promoção do produto será marcada pela qualidade da descrição, bem como a voz, a entonação e o texto. Afinal, quem não se lembra dos bordões “Casa do rádio, o gigante dos preços baixos”, ou até mesmo dos famosos bordões dos produtos vendidos nos comerciais  Polishop. Seja com a finalidade comercial, ou institucional ou humorístico. A qualidade da captação é primordial para uma boa locução.

Essa disputa intensa de mercado, na formação de novos profissionais da área, se deve ao fato de, que, os equipamentos de gravação de áudio atingirem uma qualidade extremamente alta e com baixo custo.

Publiquei no blog Área Multimídia (http://www.areamultimidia.com.br/dicas-de-equipamentos-de-locucao-em-home-estudio/), um post sobre os equipamentos de locução em home estúdio, partindo do pressuposto que cito: “No fim dos anos 90 e no inicio dos anos 2000 era bem comum encontrar um amontoado de equipamentos de gravação, além do computador eram necessários hardwares como placa de áudio, pré-amplificadores, direct boxes, mesa de som e uma infinidade outras coisas como cabos e outros acessórios.”

Com o avanço da tecnologia, equipamentos foram desenvolvidos para diminuir o espaço e ter mais funcionalidade com melhor qualidade. Assim, os profissionais, têm maior incentivo para montar plataformas gravação e tratamento de áudio dentro de casa, daí o nome: Homestudio, ou Home Estúdio.

Jeff Augustin, um locutor e radialista norte-americano em seu homestudio

As interfaces de áudio, equipamentos presentes em todos os estúdios, substituem os antigos gravadores analógiocos (fita de rolo) e digitais (DAT), utilizados até o fim dos anos 90, são placas de áudio, geralmente externas, que possuem entradas pré-amplificadas, saida de fone, alimentação tipo phantom power, para alimentação de microfones condensadores, e entradas de instrumento, tudo embutido num equipamento só. Com essa facilidade a qualidade e custo mais baixo, torna viável o investimento num estúdio, ao contrário de todos esses equipamentos dos anos 80 e 90.

O MERCADO DE TRILHA SONORA NO CINEMA INDEPENDENTE

O cinema independente no Brasil, vem ganhando espaço e vem conquistando os profissionais da comunicação a se aventurarem pelo mundo do audiovisual.

Os avanços na tecnologia, e a quantidade de produtos eletrônicos e novas mídias, têm crescido assustadoramente, e se popularizando. Com isso, áreas como direção de cinema, arte, pós-produção, captação de som, design e direção de fotografia tem conquistado o mercado, aumentando assim, a competitividade entre seus profissionais em cada área especifica, exigindo assim, maior competência dos profissionais na praça.

Já o mercado de trilhas sonoras, ainda é pouco explorado, principalmente no cinema independente. Primeiro, porque o polo industrial de cinema no geral, está nos EUA. Também, ainda é recente, no que se refere à música brasileira, compositores nacionais que se especializam em trilha sonora, para o mercado independente ou comercial de cinema.

No Brasil, poucos diretores se preocupam com a música inserida na narrativa como elemento dramático, o que torna necessário a contratação de um compositor para compor uma trilha inédita, respeitando o andamento dramático do filme, e usando os conceitos da psicoacústica para imergir o espectador através da música, no contexto da narrativa, além de poupar o expectador se se esforçar em se prender aos elementos dramáticos, como captar emoções e gerar expectativas com o propósito de deixar a narrativa mais intensa. 

No mercado independente brasileiro, há falta de profissionais, que criem e produzam música para filme, isso devido à baixa procura de diretores e produtores independentes, para poupar recursos ao investir em áreas que equivocadamente consideram mais importantes para a concepção do filme. A maioria desses trabalhos independentes, possui trilha com músicas de terceiros ja existentes, e raros os casos em que a trilha sonora é inédita ou em caso de terceiros mais raro ainda quando a mesma está em perfeita sincronia com o filme.

Antes, o processo de composição, era complicado e exorbitantemente caros. O compositor, geralmente criava os temas no piano e escrevia os arranjos para orquestra, necessitando assim, semanas de pré-produção, adaptando à partitura musical para a execução da obra sincronizada com os tempo do filme. Semanas de ensaio, meses de gravação.

Hoje em dia com um computador apenas, é possivel, criar e escrever idéias musicais em editores de partitura que reproduzem o que fora escrito, e então, gravar via MIDI através de um piano digital ou teclado controlador diretamente no computador, a partir de um software de gravação, utilizando samples e instrumentos virtuais, com uma qualidade absurda de timbres, articulações e dinâmicas, de instrumentos reais, bem realísticos.

Atualmente, isso pode ser feito em tempo real, já ajustando o andamento da música e as nuances, com o tempo do filme.

O que levaria meses, pode ser feito em poucos dias ou até horas, e também com custos centenas de vezes mais baixo.

Estúdio de trilha sonora

Mike Patti, é um compositor norte americano, criador do tema do “criança esperança”, criador de uma famosa marca de instrumentos virtuais “Cine Samples”, mostra um pouco do processo de criação . Veja o processo completo:

Criando e gravando um tema de ação de baixo custo:

https://www.youtube.com/watch?v=YkXxcFltjnU

Criando e gravando uma trilha sonora de alto custo:

https://www.youtube.com/watch?v=w7xqEY_ld3s

Ambos possuem muita qualidade, famosos compositores como Brian Tyler e Hanz Zimmer já aderiram à tecnologia.